Flora Monte Claro
 
Home Login Meus Pedidos Indique o Site Contato
 Busca Avançada
 




 
 
 
Orquídeas (Mudas) > Diversos > Baunilha - Vanila planiflora
Baunilha - Vanila planiflora
R$ 40,00
Compartilhe
Compartilhe o produto

Características
Qtde Desejada:
Valor Unitario: 40,00
Valor Total (R$):
Disponibilidade: 10 dia(s) + Transporte.

Calcule o Frete e o Prazo de Entrega
Digite seu CEP:  
Formas de Pagamentos
Banco Sicredi
1
X
38,20
Desconto: 4,50%
PagSeguro (Boleto ou Cartao)
1
X
40,00
Mercado Pago(Boleto ou Cartao)
1
X
40,00

Atenção: para garantir produtos frescos e com boa brotação nossa logística demora até 2 semanas para postagem de pacotes. Agradecemos a compreensão.

 

Baunilha – Vanilla planiflora

 

É uma espécie de orquídea de hábito escandente e crescimento reptante que existe do México ao Paraguai.

Seus frutos são largamente empregados na produção de baunilha.

Depois da fecundação o ovário desenvolve-se, formando uma cápsula deiscente por seis fendas longitudinais, que alcança um comprimento de 12 cm-25 cm.

Estas cápsulas, depois de bem secas, são muito aromáticas pela formação de vanilina, uma essência de agradável aroma muito apreciada.

Os antigos habitantes do México utilizavam a planta, que cresce no estado selvagem neste país, para conferir o sabor da baunilha (Vanilla planifolia Abdr.) à sua bebida mais apreciada, o chocolate.

Também os conquistadores espanhóis apreciaram o sabor da baunilha (Vanilla planifolia Abdr.), e nos princípios do século XVI levaram-na para a Europa.

Segundo o projeto Trópicos, possui comércio controlado para evitar usos incompatíveis com a sobrevivência da espécie.

Tentativas de cultivo da planta da baunilha fora do México e América Central, mostraram-se infrutíferas devido à relação simbiótica entre a trepadeira tlilxochitl e a espécie local de Melipona (abelha).

Apenas em 1837 o botânico belga Charles Morren descobriu esta relação e desenvolveu um método para polinizar artificialmente a planta, o qual se revelou economicamente inviável, não tendo sido aplicado comercialmente.

Em 1841, um escravo ao serviço de franceses com 12 anos de idade, de nome Edmond Albius, que vivia na ilha Bourbon, descobriu que a planta podia ser polinizada a mão, o que viria a permitir o cultivo global da planta.

 

ETIMOLOGIA

Etimologicamente, o nome baunilha é derivado do espanhol vainilla, por sua vez tomado do latim vagina que significa bainha, vagem.

Na maioria das línguas, a baunilha é designada por termos foneticamente muito semelhantes: vanilla em inglês, wanilia em polaco, vanilje em sueco.

 

CARACTERÍSTICAS

Arbusto escandente, epifítico.

Esta espécie de ampla distribuição, grande variabilidade e de múltiplos sinônimos, pode ser reconhecida entre as Vanilla por apresentar caules grossos e quebradiços; labelo claramente trilobado, mais curto ou do mesmo comprimento que as sépalas; grandes folhas carnosas de base larga, oblongas, com margens amareladas e extremidade abruptamente aguçada, medindo até de 22 por 6,5 centímetros; e grandes flores verde-amareladas com sépalas medindo até 6,5 centímetros de comprimento com extremidade levemente aguçada.

Flexível e pouco ramificada, a liana da baunilha, também chamada «baunilheira», desenvolve-se por crescimento do gomo terminal, formando longos talos que podem lançar-se em busca de suporte por mais de dez metros. Se o caule se partir, os pedaços que caem no solo criam raízes facilmente, o que permite a propagação da planta, quer na natureza quer em cultivo.

 

FOLHAS

Alternadas, sésseis; dispõem-se de maneira alternada de cada lado do caule.

São planas, inteiras, ovais com ponta aguçada, cerca de três vezes mais compridas que largas e podem medir até 15 cm.

O caule e as folhas são verdes, profusamente cobertos de um suco transparente e irritante que provoca na pele queimaduras e irritação persistentes.

Na zona da bainha das folhas, surgem muitas vezes raízes aéreas que permitem à planta agarrar-se ao seu suporte ou a uma estaca ganhar raízes.

 

FLORES

Inflorescência em racemos de flores amareladas.

As flores, agrupadas em oito ou dez, formam pequenos racemos de inflorescências axilares. De cor branca, esverdeada ou amarelada, possuem a estrutura clássica de uma flor de orquídea.

 

FRUTOS

A fecundação natural requer a intervenção de insetos especializados, apenas presentes nas florestas densas donde a baunilha é originária na América Central.

Os responsáveis seriam as abelhas especializadas em orquídeas, as Euglossini, em particular a espécie Euglossa viridissima e talvez também Eulaema cingulata.

As Melipona, sobretudo Melipona beechii, antes consideradas as fecundadoras da baunilha, parecem ser atualmente descartadas pelos entomólogos.

Depois da fecundação, o ovário que fazia de pedúnculo na base da flor, transforma-se numa vagem pendente com 12 a 25 cm de comprimento.

As vagens frescas e ainda inodoras, têm de diâmetro entre 7 a 10 mm, contendo milhares de grãos minúsculos que seriam libertados pela abertura dos frutos maduros se não se procedesse à sua recolha ainda verdes.

 

CLIMA

Aprecia climas com temperaturas diurnas e noturnas entre 20 e 30ºC, em clima úmido e abaixo de 800m, com chuvas regulares ao longo do ano e umidade de 80%.

 

FORMA DE PLANTIO

O local de cultivo deve ser à meia sombra para não queimar as folhas e é costume usar a produção consorciada com plantas mais altas, usando-se estacas no chão para que a orquídea ali se desenvolva.

 

HABITAT

A baunilha vive no sub-bosque das florestas tropicais úmidas.

Já era reproduzida por estaquia bem antes da chegada dos conquistadores espanhóis ao México.

Além disso, a quase totalidade dos pés conhecidos, mesmo os que crescem livremente na floresta, são clones provenientes de explorações atuais ou abandonadas.

A área natural original da baunilha é bastante mal conhecida. Estender-se-ia por uma região que cobria partes do sul do México, Guatemala, Belize e Honduras, mas ter-se-á tornado raríssima no estado verdadeiramente selvagem. Apenas uma trintena de pés bastante dispersos são atualmente identificados como tal.

A baunilha é sobretudo conhecida como planta cultivada para produção duma especiaria.

Foi a história desta especiaria que contribuiu para a difusão desta cultura e à instalação da planta na maioria das regiões tropicais húmidas do mundo.

 

DIST. GEOGRÁFICA

Hoje em dia, existem três cultivares principais de baunilha de produção global, todos obtidos de uma espécie encontrada na Mesoamérica.

As várias subespécies são Vanilla planifolia (sin. V. fragrans), cultivada em Madagáscar, Reunião e outras áreas tropicais do Oceano Índico; V. tahitensis, cultivada no Pacífico Sul; e V. pompona, encontrada nas Índias Ocidentais, América Central e do Sul.

A maior parte da baunilha produzida no mundo é da variedade V. planifolia, conhecida como baunilha "Madagáscar-Bourbon", produzida numa pequena região de Madagáscar e na Indonésia.

 

FONTE: site Tudo Sobre Plantas

 


 

Jade Negra - Mucuna nigricans

Jade Negra - Mucuna nigricans
R$ 230,00
R$ 200,00

 
 

Portulaca Multicor (3 unid)

Portulaca Multicor (3 unid)
R$ 12,00
 

`Pague com Mercado Pago


`Pague com PagSeguro

Home  | Quem Somos  | Informações ao Consumidor - Decreto 7962/2013  | 
 
Cadastre-se. Receba novidades, ofertas e cupons.
Flora Monte Claro
CNPJ: 16.948.716/0001-55
Rua Frederico Virmond, 806 - Centro - Lapa - PR
Cep:83.750-000
41-991341655 / 41-992098575
 41-992098575

`Pague com Mercado Pago
`Pague com PagSeguro
Desenvolvido por Lojas Virtuais BR