Mangarito - Xanthosoma riedelianum (10 unidades)

COD: FMC0245

Loading...

ATENÇÃO: Nossos produtos são enviados em até 15 dias após a compra!

# Descrição do produto

O mangarito (Xanthosoma riedelianum) é uma hortaliça não-convencional (PANC), nativa do Brasil, pertencente à família Araceae, a mesma família do inhame e das taiobas. Suas folhas são comestíveis, no entanto, são os rizomas que apesar de relativamente pequenos, representam verdadeira iguaria culinária de paladar particularmente especial, sejam cozidos, fritos ou em cremes.


É uma hortaliça herbácea, tuberosa e perene, com porte de até 60 cm de altura, com folhas membranosas, delicadas e flexíveis, que secam no inverno ou em períodos de estiagem. Não apresenta caule e floresce esporadicamente. Os rizomas alcançam tamanhos de até 8 cm, porém em grande número por planta e, possuem coloração interna variando do amarelo intenso a amarelo bem claro (quase branco), havendo ainda clones arroxeados, sendo que cada planta chega a produzir até 0,5 Kg.


O mangarito foi amplamente utilizado pelos índios antes da chegada dos europeus à América. Ele foi muito apreciado até décadas atrás, por seu paladar característico, e como várias outras hortaliças PANC vem caindo em desuso devido às mudanças nos padrões de vida da sociedade e à substituição por espécies com cadeia produtiva estabelecida.


No entanto, o crescimento de alguns segmentos do mercado, como o de produtos orgânicos, seja por meio de lojas especializadas ou pela crescente presença das CSA (Casa que Sustenta a Agricultura) e o próprio setor gastronômico, que vêm demandando cada vez mais diversidade de alimentos e, ainda o potencial que o mangarito, bem como outras hortaliças PANC têm para melhorar a segurança alimentar e nutricional de famílias e comunidades em estado de vulnerabilidade vem mudando esse cenário e demandando ações que promovam seu cultivo e uso.


Assim, a Embrapa, por meio de sua Unidade especializada em Hortaliças vem investido em diversas frentes e, uma delas é o desenvolvimento e aprimoramento do sistema de produção do mangarito.


O plantio é feito por meio dos propágulos (rizomas), preferencialmente pré-brotados, recomendando-se utilizar aqueles entre 1 e 2 cm de comprimento, deixando os maiores para o consumo. A produção é favorecida quando conduzida em solos leves, bem drenados e ricos em matéria orgânica. A época ideal para o plantio é de setembro a dezembro, no início da estação chuvosa, podendo este ser feito em canteiros, com espaçamento de 25 a 40 cm entre plantas ou em pequenas leiras (camalhões), espaçadas de 50 a 60 cm entre si e com 30 cm entre plantas. Um menor espaçamento em canteiros é recomendado para plantios tardios, o que proporciona produção de menor número de rizomas, porém de maior tamanho. A colheita é realizada quando a parte aérea praticamente desaparece, o que ocorre de 150 a 210 dias após o plantio, a depender da época de plantio e das condições climáticas. A produção média pode atingir até 0,5 kg por planta, rendendo em média até 25 toneladas por hectare.



FONTE: EMBRAPA



Orientamos que várias plantas da família das Aráceas são extremamente tóxicas, e que a comercialização feita na Flora Monte Claro destina-se exclusivamente ao uso ornamental. Como o texto fala de forma genérica apenas de “Xanthosomas”, não sabemos se é possível o consumo de qualquer uma de suas espécies, ou se alguma delas tenha toxidade. A Xanthosoma  riedelianum é tida como comestível, mas como nosso objetivo é ornamental desconhecemos forma de consumo ou preparo. 

Desta forma, não recomendamos o consumo a não ser que a pessoa tenha plena certeza de que a variedade que comprou se destina a isto e saiba como prepara-la, e como não temos como garantir que a espécie adquirida se presta ao consumo humano, não nos responsabilizamos caso ocorram intoxicações.

Crie sua loja online com a Confere Logo